ciumes musicais.

Ai esses dias alguém me pediu alguma indicação musical e eu recusei educadamente, claro.

E isso me fez lembrar dos motivos pelos quais eu não costumo compartilhar mais as minhas musicas favoritas.

Claro que o titulo do post contém spoilers, eu realmente tenho ciumes de ver as pessoas curtindo com as musicas que costumam dizer muito sobre mim #aquelas #ego.

Mas tem algo mais escondido no meio disso.

Basicamente, lá pelos anos de 2010, eu tinha um crush – um casinho, um affair desses que você só vê umas dez vezes pessoalmente, mas dura seis meses na internet – com quem eu costumava sempre dividir indicações musicais.

Eis que um dia eu fui toda feliz mostrar pra ele a musica que eu não conseguia deixar de ouvir e que havia se tornado minha favorita. Ele fez um pouco caso, comentou algo como ‘o vocalista parece meio gay’ e assunto encerrado.

Até que depois quando o nosso ”relacionamento” acabou (sem nem ter começado, verdade seja dita) eu fui dar aquela stalkeada básica e descobri que ele estava de conversinhas com a ex – ex essa que eu sempre desconfiei que ainda havia algo, mas ele negava – mas o pior é que ele havia mandado a música, a música que era minha na época, para ela. E ela se tornou uma espécie de música dedicada ao casal.

Óbvio que o golpe foi muito maior para mim, eu gostava mais da música do que dele. E até hoje quando eu ouço lembro do ocorrido.

No fim das contas, eles nunca voltaram oficialmente, eu desencanei total dele – e dei vários foras depois, risos – mas mesmo depois de tempos eu via a guria dedicando a música ao relacionamento deles (até uns dois anos atrás ela ainda continuava na dele).

E agora eu só não quero correr mais esses riscos.

Mas sabe que a música combinava mesmo com os dois. Ou melhor, com ela, porque ele… pfffs.

Anúncios